está aqui: home > artigos > gatos: necessidades fora da caixa

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]

 

Gatos: Necessidades fora da caixa

Como lidar com eliminação imprópria das necessidades dos felinos

ARCADENOE.SAPO.PT

É um especialista sobre este tema? 
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Enviar este artigo a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 
Segunda, 02 de Junho 2008

Gatos: Necessidades fora da caixa
Os gatos são considerados animais asseados, mas quando começam a urinar fora da caixa de areia, muitos donos pensam que o gato deixou de ser limpo ou que está a agir por vingança.

Os gatos que começam a urinar fora da caixa de areia não perderam a sua noção de limpeza. Muito menos estão a agir por vingança, uma vez que os animais não têm valores morais, logo não compreendem o que é a vingança. Aos olhos do animal, existe algo que os está a impedir de utilizar aquele local. As razões são diversas e podem indicar um comportamento passageiro ou algo mais sério.

Problemas de saúde


Todas as alterações do padrão de comportamento dos gatos devem ser motivo de preocupação para os donos e razão suficiente para uma visita ao veterinário. Urinar fora da caixa de areia não é excepção. Existem vários problemas de saúde que podem estar associados à eliminação imprópria de urina.

Problemas no tracto urinário


Problemas no tracto urinário podem provocar dor ao urinar e o gato vai associar essa dor à caixa de areia, local que costuma usar. Nós sabemos que o problema não é o local, mas o gato não o sabe e vai urinar pela casa até que encontre um local onde possa urinar sem dor. Assim que o gato for tratado, ele volta a usar a caixa de areia normalmente.

Um outro problema pode ser a incontinência nos gatos, que afecta sobretudo os animais idosos. Os gatos com este problema não conseguem controlar a urina e esvaziam a bexiga em qualquer sítio da casa. Espalhar várias caixas de areia pela casa ajuda a reduzir o número de “xixis” em locais impróprios. Nestes caos, pode ser necessário o uso de fraldas.

Problemas nas articulações

As caixas de areia costumam estar em locais altos, acessíveis aos gatos a partir de um salto. Este salto tem um grau de dificuldade mínimo para os gatos saudáveis, mas para os gatos com problemas nas articulações, tais como artrite, os saltos são penosos. O gato deve ser acompanhado pelo veterinário, mas ajuda sempre colocar a caixa de areia ao nível do chão.

Outros problemas

Diabetes, hipertiroidismo e outras doenças podem influenciar o sistema urinário do animal e afectar o seu comportamento. O excesso de urina pode fazer com que a caixa de areia fique mais rapidamente suja e o gato pode recusar-se a utilizá-la nestas circunstâncias. Tenha mais do que uma caixa de areia ou limpe-a mais frequentemente. Mas o mais importante é despistar qualquer problema que possa estar a causar dor ou ameaçar a vida do animal.

Marcação territorial


Os gatos são animais territoriais e não são apenas os cães que deixam a sua marca espalhada. Tanto os machos como as fêmeas marcam o território, apesar de ser mais frequente observar este comportamento nos machos.

Os gatos começam a marcar o território, que é o mesmo que dizer, os sofás, as pernas das mesas e cadeiras e os móveis da casa, por volta dos 8 meses. Mas gatos que sempre urinaram na caixa de areia podem começar a marcar o território mais tarde. A marcação de território pode ser estimulada pelo aparecimento de uma macho na zona, por exemplo. Mesmo que o gato não saia de casa, o animal pode conseguir ouvi-lo ou avistá-lo da janela.

A urina utilizada para marcar o terrítório geralmente é espalhada de forma diferente da urina que resulta de um “xixi” normal. Ao marcar o território, os gatos pretendem espalhar a urina o mais alto possível e numa extensão maior. Assim, as poças que encontra concentradas no chão não são, muito provavelmente, resultantes da marcação do território. Estas são geralmente feitas contra algo vertical e caso seja feito no chão é deixado um carreiro o mais extenso possível.

A marcação de território é mais frequente nas alturas do cio. As fêmeas pretendem atrair machos e os machos atrair fêmeas.

A castração/esterilização resolve em média 90% destes casos. Contudo, castração/esterilização deve ser feita antes deste comportamento aparecer para obter melhores resultados. O cheiro da urina do gato é bastante intenso e apesar de o gato já estar castrado, o cheiro no sofá pode atraí-lo e levá-lo a urinar no mesmo sítio. Caso castre/esterilize o animal, depois de este já ter começado a marcar o território, deverá ter o cuidado de remover qualquer cheiro a urina. Aplique cheiros ácidos, mas não tóxicos, na zona, como por exemplo sumo de laranja.

Problemas com a caixa de areia


Os gatos são animais asseados com algumas exigências ao nível da higiene. Para estes animais o sítio onde urinam deve estar de acordo com os seus elevados requisitos.

Regra de ouro

É obrigatório ter uma caixa por gato. Os gatos são animais territoriais e já aceitam partilhar a casa com outro felino, mas na grande maioria dos casos não toleram partilhar a caixa de areia. As caixas devem estar em locais separados. Se colocar duas caixas seguidas, é, para os gatos, o mesmo que ter apenas uma.

Limpeza

A caixa de areia demasiado suja é suficiente para que o gato não a queira utilizar. Certifique-se de que a limpeza é regular e suficiente para que o gato se sinta confortável ao utilizá-la. Caso não goste da manutenção que a caixa de areia exige, pode sempre optar por aparelhos automáticos. A desvantagem está no preço.

Local

A escolha do local onde colocar a caixa de areia é muito importante para o gato. O local não deve estar exposto a barulhos fortes ou cheiros a citrinos ou outros considerados desagradáveis para os gatos. Para os felinos, fazer as necessidades coloca-os numa situação vulnerável em estado selvagem. Nós sabemos que os gatos estão protegidos mesmo que a caixa se encontre no meio da sala, mas o instinto do gato fala mais alto e o animal não se sente confortável a urinar ou defecar no centro de divisões. Encoste sempre a caixa de areia a um canto, já que assim o gato tem duas frentes “seguras” e consegue controlar as outras duas.

Substrato

Se mudou recentemente o substrato e o gato começou a partir dessa altura a não usar a caixa de areia, volte novamente ao substrato inicial. Existem várias razões para os gatos não gostarem do substrato: cheiro intenso ou desagradável, composição dura, que magoa as patas, etc. Se pretende alterar o substrato peça amostras para testar a reacção do seu gato, ou compre primeiro as embalagens mais pequenas. Caso fique em mãos com substrato extra, não aprovado pelo seu gato, pode sempre oferecer a associações de recolha de animais ou a famílias de acolhimento temporário (FAT).

Mudanças recentes


Os gatos são animais de rotina e entram facilmente em stress quando há mudanças significativas em casa. A mudança de hábitos deixa-os desorientados e podem mesmo ficar deprimidos.

Novos membros, animais ou humanos, podem desequilibrar por completo as rotinas diárias. Se está à espera de um novo rebento, tem tempo para alterar progressivamente as rotinas da casa. Se decidiu comprar/adoptar outro animal, certifique-se de que faz as apresentações correctamente. Os gatos idosos têm dificuldade em aceitar companhia, por isso pondere a situação.

Férias dos donos ou mudança dos hábitos de trabalho, passando menos tempo em casa, são outra forma de alterar a rotina dos gatos. Como animais sensíveis, convém prepará-los para a mudança. Se recuperar os velhos hábitos, o gato muito provavelmente começa a recuperar os dele.

Algo que os humanos não costumam equacionar quando o gato passa a urinar fora da caixa de areia é o barulho do exterior. Devido ao apurado sentido de audição, o gato é bastante sensível a barulhos vindos do interior ou exterior da casa. Obras na rua ou no apartamento/casa do lado podem colocar o gato em stress. A solução passa por movê-lo para a zona da casa com menos barulho e manter as janelas e portas fechadas para abafar o som.

Má companhia

Os gatos também são influenciados por más companhias, mas neste caso são os residentes de casa que o possam estar a bloquear o acesso à caixa de areia. Uma criança ou um outro gato ou cão podem estar incomodar o gato enquanto ele faz as suas necessidades ou incomodá-lo quando ele se dirige para a caixa. Observe o gato quando ele se dirige para a caixa de areia e observe se há algo no seu caminho.

Assim, a primeira atitude do dono quando o gato começa a urinar em locais impróprios deve ser levar o gato ao veterinário para despistar qualquer problema de saúde. Estes são os problemas mais graves e de difícil resolução. Com as condições ideias, os gatos agradecem ter uma caixa de areia para fazer as necessidades.
adicionar um artigo
Bookmark no site::
Del.icio.usDiggNewsVineDe.lirio.usBlinkbitsBlinklistBlogmarksCo.mmentsFarkFurlMa.gnoliaNetvouzRedditScuttleShadowsSimpyTailRankYahooMyWeb
Comentários (14)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
18.01
Katbessa disse:
Tinha 7 gatos e 2 caes em casa da minha mae, á 3 meses vim viver para a minha casa e deixei la tds pq tinham jardim e estavam habituados a espaço e agora vim viver para um apartamento, trouxe apenas 2 os mais sossegados( 2 para nunca estarem soz), estranharam coitadinhos mas dormem cmg como sp dormiram e ela adaptou-se bem, ja ele foi um terror, fazia na caixinha mas so de x em quando, pq fazia sp mesmo á porta ja tava a desesperar, depois passou a fazer xixi no puff ( a veterinaria explicou-me que era pq tinha trazido o puff la de casa e fazia pq o xeiro lhe era familiar), depois fexei o puff num quarto ele nao tinha acesso, decidiu fazer as fezes na banheira =( bem o meu namorado nao é tao compreencivo como eu passou-s com razao ok! começamos a ter cuidado e fexar sp a porta, daí nao satisfeito agora abre a porta do guarda vestidos e faz xixi na roupa dele. como tentamos sp manter a porta do roupeiro fexada agora é mesmo no meio do corredor para xamar a atençao. Desespero é a palavra xave neste caso qual será a proxima aventura do baby lol a mim nao tem mt respeito pq sabem que nao consigo ficar xateada mais que meia hora com ele as torrinhas =) ao meu namorado ja tem, mas mesmo assim nao o larga para miminhos lol Como é possivel coisinhas tao pequeninas conseguirem que nao fikemos xateados mt tempo mesmo qd so fazem asneiras lol
25.07
felizmae disse:
A minha Eva é uma gatinha persa de 1 ano que ainda não foi esterilizada. Acontece que desde o início de a ter em casa, começou a fazer as suas necessidades mesmo atrás da nossa porta da casa de banho aonde ela tem todos os seus "pertences" com as suas três irmãs mais velhas. Isso passou-lhe durante muito tempo e agora voltou ao mesmo. Estou a desesperar!
01.07
tatypl23 disse:
ja tive mts gatos e em casa neste momento, estao 3, mas queria mm falar de um gato em especial q a alguns anos levamos p a minha avo. é um gato lindo, gordinho, mas n obeso, meigo, q passou por mt. sp foi limpo. no entanto uns meses depois de chegar a casa da minha avo começou a urinar e a defecar fora da caixa, ele dormia numa sala com moveis antigos e sofas, a minha avo arranjou-lhe uns lencois e mostrou-lhe q podia dormir ali. ele era feliz e de manha saia p o quintal andava solto e so voltava p casa a noite, batia a porta ou chamavam-no, a tal sala era enorme p ele, ja tinham la estado outros gatos mas ele no momento era o unico a dormir ali os outros gostavam de dormir na rua. mm assim começou a fazer td fora e a minha avo n teve outra hipotese de o por a dormir na rua, num dos armazens do meu avo mm atras da casa, n passava frio, era tudo coberto e com portas. mas o q ele gosta e de dormir em casa ou a sala grande. ele é um gato traumatizado, por tantas casas q correu e com tantos sustos q apanhou, o veterinario diz q mm capado ele nunca voltaria a fazer na caixa, por estar realmente traumatizado, é um grande desgosto p os meus avos ver assim o gato. ah e ainda é um gato q depois do cio aparece td magoado na parte atras das orelhas e q quase q se mata se lhe pomos colar p n coçar as orelhas, q n deixa tratar. e n podem sequer deixa-lo dormir um pouco no sofa de casa pq suja td.
14.06
clara66 disse:
O meu gatinho Félix veio para minha casa com 2 meses e meio, em fins de Julho de 2007. Começou por ser muito asseado. 2 meses depois, passa a fazer cócó fora da caixa frequentemente. Mudei várias vezes de caixa e de areia. Ele melhorava, mas depois reeincidia, mesmo depois de esterelizado. Depois do Natal, comprei uma caixa rectangular, maior que as anteriores, com tampa (embora tivesse tirado a portinhola de entrada/saída). Foi remédio santo!!!! Nunca mais fez cócó fora da caixa e eu poupo mais areia, pois não sai tanta para fora
12.06
zibelina disse:
tive um cao ca no apartamento que pensava que era ele que fazia o xixi por todo o lado, dei o cao a uma senhora que tinha espaço exterior para o ter, mas ca por casa o xixi continuava a aparecer nos tenis, nos tapetes na minha cama nos moveis... enfim... por todo o lado... conclusao desfiz-me do beubeu e afinal era a gata k tinha este comportamento... há uns tempos comecei a desconfiar que fosse do cio... tendo em conta que ela tem o cio quase todos os meses vejo-me grega! as vezes apetece-me apertar-lhe o "gasganete"! lol! ao ler o artigo decidi esterilizar a gata, agora so tenho uma duvida, se alguem poder ajudar agradeço... lavando normalmente a roupa na maquina é o sufiente para iliminar o odor da urina ou tenho que lavar com algum produto especial?
12.06
Catybr disse:
Parabéns pelo artigo! O meu Mickey de vez em qdo faz cocó fora da caixa, mm q esta esteja limpa... Passei a ter 2 caixas e mudo a areia todos os dias. Mas, ainda assim, de vez em qdo ele faz fora - m só cocó... n percebo... faz chichi na caixa e não consegue tapar, raspando fora da caixa... depois vai para outo lado, na mm divisão, e procura sítio para fazer cocó... Vou ver se consigo resolver o problema considerando o leque alargado de hipóteses q apresentam... Obrigada!
09.06
eloramone disse:
***ÓTIMA REPORTAGEM SOBRE A NÃO UTILIZAÇÃO DOS GATOS A CAIXA DE AREIA. NO MEU CASO POR TER MUITOS FELINOS (GATOS E GATAS) E MESMO TODOS CASTRADOS, TENHO PROBLEMAS DE BORRIFADAS PELA CASA...ACHO K QUEREM MOSTRAR SUA IDENTITIDADE NO MEIO DE TANTOS FELINOS. SOBRE O NÚMERO DE CAIXAS DE AREIA, PARA MIM É INVIÁVEL, TER EM CASA UMA CAIXA DE AREIA PARA CADA GATO...IMAGINEM EU COM 14 CAIXINHAS DE AREIA ESPALHADAS PELA CASA, TINHA K SER UMA CASA MUITO GRANDE, O K NÃO É O CASO. MAS O ASSUNTO É MUITO INTERESSANTE.***
09.06
margarida98 disse:
tenho uma gata tartaruga e ela durante algum tempo fez xixi em varios sitios da casa mas mais en coisas de plastico. entao deixei a gata engravidar e ela nao faz xixi se calhare por estar gravida se depois ela continuar a fazer o mesmpo terei de fazer aluma coisa porque ela nao sai de casa.
09.06
Kristty disse:
Muito bom artigo. Em relação às caixas de areia tentar ter sempe na porporção de n 1 (em que n é o número de gatos) e ter atenção para que a caixa não se encontre muito perto do local onde o animal se alimenta. Felicidades para todos.
09.06
celia73 disse:
Agora já percebi porque a minha gata urina pela casa. realemente já inha deduzido que seria porque causa do cio mas não tinha a certeza. É que a minha gata quando tem o cio começa a urinar pela casa toda e inclusivé nos meus ténis quando chego a casa e os descalço. Reparei que marcava o território mas fazia-me confusão porque era uma gata e só tinha ouvido falar que eram os machos que faziam isso. Bem mas assim fico mais descansada, obrigado pelo tópico que concerteza vai ajudar outras pessoas.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch