está aqui: home > artigos > especial férias - dicas para v...

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]

 

Especial Férias - Dicas para viajar de avião com o seu animal

Guia de férias da Arca

ARCADENOE.SAPO.PT

É um especialista sobre este tema? 
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Enviar este artigo a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 
Quinta, 12 de Julho 2007

Especial Férias - Dicas para viajar de avião com o seu animal
Viajar com o seu animal pode ser uma experiência bastante agradável, pois por vezes é difícil deixá-los sozinhos tanto tempo. No entanto é importante ter em mente o bem-estar físico e de saúde do seu amigo, por isso deve contactar a companhia aérea com antecedência para se inteirar de todos os procedimentos necessários para levar o seu Bobby consigo.


Viagens internacionais

O primeiro passo quando se planeia uma viagem internacional com um animal deve ser contactar o consulado do país destinatário, e obter as informações necessárias acerca dos seus requerimentos para importação de animais de estimação. Alguns países obrigam a uma quarentena prolongada, outros têm standards de construção de transportadoras mais rígidos, enquanto alguns apenas aceitam animais em alguns aeroportos.

O seu animal está em condições de viajar de avião?
Animais doentes, muito nervosos, gestantes ou geriátricos, não devem ser transportados por avião. Cachorros ou gatinhos com menos de 8 semanas de idade ou desmamados 5 dias antes da data prevista para a viagem também não devam ser transportados por avião.
Algumas raças de cães, tais como o Boston Terrier, Bulldog, Boxer, Chow-Chow, Lhasa Apso, Pequinois, Pug e Shih Tzu, e gatos Himalaias e Persas, são mais susceptíveis a dificuldades respiratórias causadas pela elevada altitude devido à conformação das suas vias aéreas.

Consulte o Veterinário antes de viajar
Certifique-se que as vacinas estão todas em dia e que o seu amigo está em condições de viajar. Se vai viajar para outro país, tenha em atenção que muitos países exigem um certificado de saúde específico, e que este pode demorar vários dias a ser conseguido. Alguns países e ilhas obrigam os animais a fazer quarentena, por isso informe-se bem.

Considere as opções de voo
Aconselhamos o uso de voos directos para evitar as paragens e escalas, principalmente para os casos em que o animal não viaja na cabina. Os voos directos evitam as perdas de bagagem e a exposição do seu animal a extremos de temperatura.
Evite viajar nos fins-de-semana e períodos de férias. Provoca mais ansiedade no seu animal e devido ao grande número de passageiros a atenção dedicada ao seu amigo por parte do pessoal da companhia aérea poderá ser menor.
Se o animal não viajar consigo na cabina, evite viajar durante alturas do ano muito quentes ou muito frias. Se viajar no Verão ou no Inverno, marque voos para o início da manhã ou fim da tarde, e para o meio do dia, respectivamente.

Contacte as companhias aéreas
Cada companhia aérea tem as suas regras e regulamentações no que toca ao tipo de animal a transportar e meio de transporte. Dê a conhecer à companhia aérea o seu destino, tipo de animal, tamanho, tipo e tamanho da transportadora, peso, temperamento e estado de saúde.
É muito importante contactar a companhia aérea com alguma antecedência e ter conhecimento das exigências desta para evitar problemas de última hora.

O que deve ter em atenção quando compra uma transportadora
A transportadora vai ser a casa do seu animal durante a viagem toda. É importante escolher a transportadora certa, por isso deixamos aqui algumas dicas:
- deve ser grande o suficiente para que o animal se consiga colocar de pé e virar facilmente. Não deve ser grande demais, para não haver o risco do animal ser projectado contra as paredes durante turbulências.
- as paredes devem ser fortes e à prova de água. Isto evita o esmagamento e a passagem para o exterior de urina. Pode ser colocado no fundo um material absorvente tipo fralda de bebé.
- deve ter aberturas suficientes, pelo menos em três lados da transportadora, para que tenha uma boa ventilação.
- deve ter uma gamela para colocar água
- deve ter umas alças fortes para ser manipulada pelo pessoal das bagagens.

Certifique-se com a companhia aérea se esta não tem outros requerimentos especiais.

Tente familiarizar o animal com a transportadora antes de partir. Deixe-o brincar dentro da jaula, tanto com a porta aberta como com a porta fechada. Isto pode ajudar a aliviar um pouco o stress da viagem.


Prepare o seu animal para o voo
Exercite o seu companheiro antes de o colocar na transportadora para o aliviar um pouco.
Certifique-se que ele possui a coleira com a identificação completa para o caso de ele se perder. O tipo mais seguro de coleiras para viagens aéreas pode ser feito por si mesmo, com uma tira de papel e fita-cola, onde pode escrever a identificação do animal. Este tipo de coleira evita que o animal se magoe ou estrangule durante e viagem.
Nunca coloque um açaime no seu animal, pois a sua capacidade de respirar e regular a temperatura arfando, fica severamente restringida.
Não tranquilize o seu cão ou gato sem antes ter discutido essa possibilidade com o Veterinário. A administração de tranquilizantes sem prescrição médica pode ser perigosa.
Comentários (1)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
23.02
bidumatos disse:
Estamos indo morar na Alemanha! obrigada. nos ajudou muito.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch