está aqui: home > artigos > top 10 de espécies de peixes p...

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]

 

Top 10 de espécies de peixes por tipo de aquário

Aquário de água doce, salgada, tropical ou fria

ARCADENOE.SAPO.PT

É um especialista sobre este tema? 
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Enviar este artigo a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 
Segunda, 31 de Março 2008

Top 10 de espécies de peixes por tipo de aquário
As espécies de peixes que pretende manter estão dependentes do tipo de água que escolher para o seu aquário. O ambiente criado no aquário pode ser doce ou salgado e ainda frio ou tropical.

Água Doce

O grau de salinidade da água não é apenas uma questão de preferência pessoal. Os aquários de água doce são mais fáceis de manter e por isso são recomendados a iniciantes.

Água Doce Tropical

Os aquário de água doce tropical exigem uma temperatura que deve rondar os 25ºC, dependendo das espécies que o habitam. Ao contrário do que inicialmente se poderia pensar, os aquário de água doce tropical são os mais fáceis de manter. Exigem mais equipamento do que os aquários de água fria, mas o ambiente é mais fácil de controlar.

Os peixes destes habitates são geralmente coloridos, resistentes e mais pequenos do que os primos marinhos. Devido à sua beleza, pouca necessidade de espaço e facilidade de manutenção, os aquário de água doce tropical são os ambientes mais populares entre os aquariófilos. Os peixes tropicais de água doce são fáceis de encontrar no mercado e a oferta é muito variada.

Top 10 - Água doce tropical


Combatente Siamês (Beta) – Resistente,  territorial, de barbatanas sumptuosas e cores garridas, o Betta é um bom peixe para iniciantes.

Platis – Este peixe vivíparo reproduz-se facilmente em cativeiro. Devido à sua sociabilidade e cor é popular em aquários comunitários.

Espada – Conhecidos pela famosa “cauda-de-espada” são fáceis de manter. Omnívoros, chegam a atingir os 10 cm.

Gupis – Um dos peixes mais requisitados pelos aquariófilos, são pequenos e bastante activos, dando vida a qualquer aquário. A chave da sua beleza é a exuberante cauda.

Discos – Com 25 cm e cores vibrantes, os Discos saltam à vista num aquário tropical de água doce. São peixes calmos, mas difíceis de manter.

Tetras – Com cores mais metalizadas e zonas transparentes, os tetras são bons habitantes de aquários comunitários.

Molinésias – A basbatana dorsal em forma de vela é uma das características mais marcantes destes peixes.

Coridoras – Também utilizada como limpa fundos, as Coridoras são gregárias e bastante activas, passando a maior parte do tempo no fundo do aquário. A boca voltada para baixo e os bigodes compridos são a sua característica mais identificável.

Bótias – Tímidos e nocturnos, não é fácil encontrá-los no aquário, mas é sempre uma alegria vê-los na altura de os alimentar.

Escalar – Com cores menos vivas, mas com barbatanas imponentes, os Escalares são óptimos reprodutores.


Água Doce Fria

Também bastante populares, os aquários de água doce fria não necessitam de tanto equipamento, mas necessitam por exemplo, de filtros mais potentes e ocupam mais espaço do que os de água quente, uma vez que os peixes atingem comprimentos maiores. É comum o erro de se pensar que os aquários de água fria são ideais para principiantes. De facto, o ambiente é mais difícil de manter e muitas das espécies exigem plantas para facilitar a oxigenação da água. É devido a esta errada concepção que o Peixe Dourado ganhou a fama de ter uma vida curta, quando, com as condições necessárias, este peixe vive até aos 10 anos.

Top 10 - Água doce fria


Peixe Dourado – A espécie mais popular em aquários de água fria. De fácil acesso e preço económico, têm um comprimento variável de acordo com as variantes mas atingem facilmente os 10 cm, não sendo raro encontrar peixes com 20 cm.

Outras variedades de Peixes Dourados – Sendo um dos primeiros peixes a ser domesticado, depressa surgiram outras variedades de Peixes Dourados que, apesar de pertencerem à mesma espécie, Carassius auratus, são bastante diferentes em termos de aspecto. Exemplos de outras variedades são: Olho de Telescópio, Cauda de Cometa, Oranda e Pimpão Olhos de Bolha, Shubunkin, entre outros.

Carpas (Koi) – As carpas atingem uma dimensão considerável, podendo atingir os 90 cm, por isso são animais indicados para lagos e não para aquários de pequenas dimensões. São bastante populares, alegrando a água com os seus laranjas vivos, mas também azuis e amarelos.

Danios – Alguns peixes tropicais vivem bem em temperaturas mais baixas. Exemplo disso é o Danio Gigante, Danio aequipinnatus, ou o Danio Zebra , Danio rerio, que se dão bem com temperaturas de 20 graus.

Tanictis – Estes peixes de cardume são surpreendentemente pequenos para peixes de água fria. Na verdade, preferem temperaturas entre 18 e 25 graus. Em adultos têm entre 4 a 5 cm. A espécie mais popular é o Tanichthys albonubes.

Peixe Paraíso – Territorial e bastante agressivo, este peixe de 10 cm gosta de viver sozinho ou com um companheiro do sexo oposto em aquários específicos. O Macropodus opercularis adapta-se a temperaturas entre os 10 e os 25 ºC.

Perca Sol - Lepomis gibbosus. Com 20 cm, exige um aquário dedicado, pois trata-se de um animal agressivo na época de reprodução. Suporta uma amplitude térmica considerável, desde os 5 e os 25 ºC. É uma espécie americana que foi introduzida na Europa e devido à sua territorialidade não deve ser solta na natureza.

Phoxinus – Menos populares do que as outras espécies apresentadas, os Phoxinus são parentes das carpas. A espécie mais conhecida é Phoxinus phoxinus que ronda os 12 cm de comprimento.

Notrópis - Também pouco conhecido entre os portugueses, mas bastante apreciado entre os norte-americanos, o Notropis lutrensis ou Cyprinella lutrensis é popular devido à sua coloração púrpura. Com 8 cm exigem aquários independentes.

Bótia de Rio Chinesa - Beaufortia kweichowensis. Pode-se dizer que este peixe gosta de águas mornas, preferindo temperaturas entre os 20 e 23 ºC. Têm uma aparência única e chegam aos 6 cm.


Água salgada

Os aquários marinhos não são para principiantes pois geralmente as espécies que vivem em águas salgadas têm exigências específicas. Recomenda-se que os aquariófilos comecem com peixes de água doce, fria ou tropical, e depois passem para aquários marinhos, uma vez que os peixes marinhos são bastantes sensíveis a alterações na qualidade da água.

Água Salgada Tropical

Um aquário de água salgada tropical pode acarretar bastantes custos. Não só devido ao material necessário, semelhante ao material de um aquário de água doce tropical, mas sobretudo devido ao elevado preço das espécies marinhas tropicais no mercado. Estas espécies são bastante coloridas, com características particulares. É neste tipo de aquários que se encontram algumas das espécies mais apelativas de peixes.

Top 10 - Água salgada tropical


Peixe Anjo – Existem várias espécies de Pomacantídeos designados por peixes anjo. Devido ao amplo leque de cores são bastante populares em aquários marinhos. Podem atingir os 40 cm, mas existem espécies que se ficam pelos 10 cm, tais como Centropyge loricula. O Peixe Anjo Imperador é talvez a espécie mais popular, mudando de padrão e cor de acordo com a fase de vida.

Peixe Borboleta – Com cerca de 15 cm são várias as espécies e as cores dos peixes borboleta da família Chaetodontidae. São difíceis de manter em cativeiro e exigem um aquário independente.

Peixe Palhaço – Popularizados pelo filme da Disney “À procura de Nemo”, estes peixes são engraçados por natureza devido à forma peculiar como se movem no aquário. Têm cerca de 8 cm e são tímidos.

Peixe Leão – Este peixe é um desafio. Sob a aparência calma, esconde veneno nos espinhos. É agressivo e ronda os 20/30 cm, preenchendo qualquer aquário com o seu porte.

Grama Real – De cores vivas e dois tons que dividem o corpo, a Gama Real, ronda os 8 cm. É um peixe pacífico, que pode ser uma bonita adição a um aquário comunitário de peixes de espécies distintas.

Dominó – De fácil a cesso e resistente, o Domínó é um peixe popular em aquários marinhos tropicais. Preto com manchas brancas atinge os 12 cm e convive bem com outras espécies.

Alfonsim de Bangai  - Pterapogon kauderni. Fáceis de criar, são peixes resistentes com cores bastante atractivas. Têm cerca de 8 cm. São ainda relativamente desconhecidos, mas parecem deixar viciados aqueles que experimentam adoptá-los.

Cirurgião Amarelo – O facto de ser herbívoro e ter uma amarelo vivo distingue-o de todos os outros peixes deste tipo de água. É relativamente fácil de manter ocupa todo o aquário, vivendo em todos os níveis.

Peixe Vaca – Os aquários tropicais marinhos permitem ter peixes “diferentes”. Este é talvez o maior apelo do Peixe Vaca. Sem escamas e com duas antenas ao estilo do caracol, é um animal tímido. Não deve estar no mesmo aquário com outros peixes, uma vez que liberta toxinas mortais quando se encontra sob ameaça ou doente.

Moreia -  Um outro exemplo de animais fora do comum que se podem ter num aquário são as moreias. Existem várias espécies com tamanhos diferentes. Estes animais são territoriais e gostam de abrigos formados por rochas.

Água Salgada Fria

Este aquário é menos dispendioso do que o anterior, mas exige o mesmo nível de experiência por parte do aquariófilo. Os aquários de água salgada fria são raros, uma vez que os peixes têm grandes dimensões, necessitando de bastante espaço, e não podem ser mantidos em lagos, como os peixes de água fria doce. Os peixes têm geralmente cores mais apagadas do que os peixes de água quente, o que compensam com características extraordinárias.

O que colocar no aquário de água salgada fria


Peixes capturados – Qualquer peixe que possa ser pescado na costa portuguesa pode ter como destino um aquário marinho de água fria. Contudo, os peixes capturados passam por um difícil período de adaptação que muitas vezes não é bem sucedido devido ao nível de stress a que o peixe é exposto. Os peixes habituados a caçar deixam de saber como se alimentar, por isso é aconselhável que se adquiram estes peixes a quem os cria desde sempre em cativeiro. Quanto a espécies, existem várias, desde Gunelos, espinhelas, blénios até mesmo sardinhas.

Outras espécies de invertebrados podem ser adicionadas a este tipo de aquários, tais como caranguejos, anémonas, estrelas do mar, camarões, etc.
adicionar um artigo
Bookmark no site::
Del.icio.usDiggNewsVineDe.lirio.usBlinkbitsBlinklistBlogmarksCo.mmentsFarkFurlMa.gnoliaNetvouzRedditScuttleShadowsSimpyTailRankYahooMyWeb
Comentários (5)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
11.06
Thomazzz disse:
Eu tenho 2 peixes dourados .
04.04
eleina disse:
Eu tenho um aquário comunitário de 90 litros que me foi oferecido pelo meu namorado como prenda de Natal. Mudei para lá a minha Coridora, de nome "Natacha", e o meu cardume de 6 Néons. Como podem imaginar, os peixinhos eram tão minúsculos lá dentro!!! Decidí, então, comprar um casal de Gupys, um Limpa Vidros e mais 3 Néons. O certo é que, devido à ligeira acidez da água, necessária para os Néons, os Gupys morreram em apenas 2 dias! Tinha feito uma má escolha... Quanto ao Limpa Vidros, desconheço a causa da sua morte, pois parecia saudável e não lhe notei sinais estranhos. Há algum tempo, eu estive muito donte, e confesso que não tomei atenção aos meus peixinhos, pois quem lhes dava de comer era o meu namorado. A minha adorada Coridora morreu (com cerca de 3 anos de vida, 6 cm de comprimento e um diâmetro fabuloso - gorda! ). 2 dos meus primeiros Néons também morreram, tudo devido a uma infecção bactereológica que sucedeu no Aquário. Fiz o tratamento e agora estão saudáveis novamente! Mas eu achei que o Aquário estava muito vazío, e ontem mesmo comprei outra Coridora (diferente da minha "Natacha") e outro Limpa Vidros. Espero ter sorte com os meus novos bichinhos, que são bastante comilões!
01.04
monicasimone disse:
Por vezes, em vez de olhar pr a TV olho pr o aquario... é mt mais relaxante!
01.04
monicasimone disse:
Tenho um aquario de agua doce e se até à uns anos atras tinha de renovar os meus peixinhos comprando, nos ultimos 3 anos os meus Platis adoraram multiplicar-se. Tenho o aquario lindo cheio de cores diferentes e já kase tds os peixes nasceram lá.
31.03
Pintas8 disse:
Artigo interesantíssimo... eu tenho um peixe Betta Combatente e concordo plenamente com descrição feita.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch