está aqui: home > répteis > cágado

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]
Adionar a página aos Favoritos 

Cágado

 (outros nomes: Cágado-Mediterrânico, Cágado-do Mediterrâneo)

Cágado
origem:Peninsula Ibérica e Norte de África
data de origem:1812, Schweigger
esperança de vida:35 anos
nome científico:Mauremys leprosa
família:Emydidae
tamanho:3 para 25 cm
temperatura:0 para 35 °C
conservação da espécie: ameaçada
Adicionar aos meus items favoritosÉ um perito nesta raça?envie esta página a um amigoadicione um comentárioadicione um link
Adicione esta raça aos seus tópicos favoritos
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
É um perito nesta raça?
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
envie esta raça a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 

História [ editar ]

Numa definição lata, podemos dizer que “cágado” é o nome dado a tartarugas de água doce. Existem várias espécies de cágados espalhados por todo o mundo: continente americano, africano, asiático e europeu.

O cágado divide o seu tempo entre a terra e a água, havendo espécies mais aquáticas e outras preferencialmente terrestres.

Em Portugal, existem duas espécies: o Cágado Mediterrâneo (Mauremys leprosa) e o Cágado de Carapaça Estriada (Emys orbicularis).
a editar: História [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Cágado Mediterrâneo [ editar ]

O Cágado Mediterrânico pode ser encontrado na Península Ibérica e Norte de África (Marrocos, Algéria e Tunísia). Uma grande reserva desta espécie é encontrada na Península Ibérica, o que reforça o papel dos portugueses na conservação deste cágado. Em Portugal, algumas populações ficaram isoladas e acabaram por se extinguir. Em Espanha, pensa-se que nos últimos 60 anos, houve um decréscimo de cerca de 30% da população de cágados.

Em Portugal, é sobretudo a Sul que habita o Cágado Mediterrânico, apesar de ocorrer também em todo o interior até Trás-os-Montes. Existem pequenas populações noutros locais, como por exemplo na Reserva Natural de Paul da Arzila, próximo de Coimbra. As zonas húmidas de águas paradas ou de baixa corrente são as suas zonas de eleição. Apesar de a espécie estar em regressão devido à acção do Homem - destruição de habitats e recolha para venda como animal de estimação, acto ilegal - ainda pode ser observada com relativa facilidade nas bacias hidrográficas do Sul do país, mais concretamente no Guadiana e também no Tejo.
a editar: Cágado Mediterrâneo [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Cágado de Carapaça Estriada [ editar ]

O Cágado de Carapaça Estriada tem uma distribuição geográfica muito maior que o Cágado Mediterrânico, sendo observado também na Europa Central (até à Polónia), Norte de África e Ásia Ocidental. A população em Portugal é muito reduzida e encontra-se quase ameaçada em estado selvagem. É considerada "em perigo".

Em Portugal a espécie é rara, observando-se indivíduos isoladas ou pequenas populações.

a editar: Cágado de Carapaça Estriada [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Conservação [ editar ]

As duas espécies de cágados autóctones estão protegidos por lei, não podendo ser mantidos, capturados ou comercializados. Esta medida foi tomada para garantir a sobrevivência das espécies e evitar a redução de exemplares devido à captura para comercialização como animais de estimação. Apesar disso, os cágados já viveram melhores dias e as previsões não são as melhores. A população de cágados tem vindo a diminuir, originando a fragmentação do território e dificultando o encontro e acasalamento entre indivíduos.

Se gosta de répteis. e em particular de cágados, não capture exemplares da natureza. Cada cágado que captura significa menos um cágado a reproduzir-se na natureza, ou seja, muitos exemplares não nascidos. Se encontrar animais feridos ou em zonas fora do habitat natural, entregue o cágado às autoridades para que seja reabilitado e solto no seu habitat natural.
a editar: Conservação [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Ameaças [ editar ]

As principais ameaças à sobrevivência dos cágados encontrados em Portugal são:

  • a destruição do habitat – alteração e destruição de cursos de água; drenagem de pântanos para exploração agrícola; destruição da vegetação; poluição, etc
  • capturas intencionais para comercialização como animal de estimação ou manutenção em cativeiro
  • capturas intencionais para venda como iguaria gastronómica
  • introdução de espécies exóticas, como a Tartaruga de Faces Rosadas, que compete em termos de território e alimento com as espécies nacionais
  • acidente – mortalidade causada por redes de pesca
a editar: Ameaças [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Alimentação [ editar ]

Os cágados, regra geral, alimentam-se dentro de água. Comem plantas, insectos, peixes, moluscos, e mesmo fruta caídas das árvores.
a editar: Alimentação [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Reprodução [ editar ]

A fêmea põe à volta de 15 ovos em Maio ou Junho numa cova que escava na terra. Após a postura, a cova é tapada. Os ovos são muito sensíveis, basta virá-lo de posição para matar de imediato o embrião. Em meados de Outubro ou Novembro nascem as crias com mais ou menos 3,5 cm e a carapaça mole.
a editar: Reprodução [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Adicionar novo bloco [ adicionar ]
adding: [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
[ É um perito nesta raça? Editar esta descrição(moderado) ]
Comentários (4)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
11.05
farrusco1 disse:
tambem eu tenho cágados e eles andam á solta no meu jardim eu quase que nunca os vejo porque eles se escondem nos arbustos
18.03
gatabeta disse:
Eu conheço quem tenha cágados há muitos anos na sua posse em jardins,e por sinal muito bem tratados.A proibição existe desde 1990,ano em que foi proibida a comercialização.
18.03
Skillet disse:
não sei se são proibidos ou não...mas na minha zona são consederados praga! moro na zona do Alqueva e com a barragem a população disparou...e hoje em dia é normal pessoas terem em casa, ou mesmo na sua horta em tanques...normalmente as pessoas fartam-se os animais e voltam a soltalos..
25.01
Peixazul disse:
Eu li num tópico de um fórum de répteis que cágado, como fazem parte da fauna portuguesa, são proibidos de «possuir». Mas está muito bem feita, esta página. Rica em informações. Os meus parabéns.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch