está aqui: home > gatos > chartreux

Envie a um amigo
Recomende o vivapets
de:


para:


mensagem:

[ enviar ]
Adionar a página aos Favoritos 

Chartreux

Ronronante e de sorriso enternecedor

Chartreux
origem:França
data de origem:Idade Média
esperança de vida:10 a 12 anos
peso:3 para 8 kg
tamanho: Médio-GrandeTipo de Pêlo: curto
Adicionar aos meus items favoritosÉ um perito nesta raça?envie esta página a um amigoadicione um comentárioadicione um link
Adicione esta raça aos seus tópicos favoritos
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
É um perito nesta raça?
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
envie esta raça a um amigo!
Preencha o formulário abaixo

o seu nome:
o seu email:
nome do seu amigo:
email do seu amigo:
comentários:
 

História [ editar ]

O Chartreux descende muito provavelmente de gatos sírios. Foi exportado para França por volta do século XVIII, através das rotas marítimas mantidas com o Oriente.

O Chartreux conheceu grande popularidade e foi apelidado pelo filósofo francês Buffon de "O Gato da França".

A criação de Chartreux em França, começa por volta de 1930 quando as irmãs Léger se instalam em Belle-Ille-sur-Mer, uma ilha da Bretanha francesa, e a sua atenção se centra em alguns gatos locais de cor azul e olhos dourados.

O primeiro standart da raça foi publicado em 1939. Os Chartreux foram exemplares de belos olhos cobre, sem modificar a pelagem e a morfologia da raça. No fim da II Guerra Mundial, o Chartreux estava praticamente extinto e nos anos 60 e 70 alguns criadores praticaram cruzamentos sucessivos de Chartreux com British azuis. Esta prática tornou-se tão comum que em 1970 a FIFe (Federação Internacional Felinicultura) decidiu juntar as duas raças numa só. E, pouco a pouco, o Chartreux foi perdendo a sua autenticidade assemelhando-se cada vez mais ao British azul.

O Presidente do clube do gato Chartreux na altura, Jean Simonner, com o receio de ver perder a raça como estava descrita desde o século XVIII, conseguiu provar as características próprias desta antiga raça francesa. E em 1977, a FIFe separou de novo as duas raças e proibiu os cruzamentos entre elas. A partir daqui as duas raças aparecem claramente diferenciadas e os gatos do tipo intermédio foram progressivamente desaparecendo. O Chartreux tinha finalmente recuperado a sua imagem e posição no mundo da Felinicultura. Sendo uma raça francesa, é bastante protegida neste país.

a editar: História [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Temperamento [ editar ]

Adoram brincar mas mantêm uma certa dose de independência em relação à sua família humana. São eles que "adoptam" o dono contudo, quando querem companhia, são capazes de o seguir por toda a casa e dormir aos pés da sua cama.
a editar: Temperamento [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Aparência Geral [ editar ]

De acordo com o estalão desta raça, deve ser clara a distinção entre um Chartreux, Azul da Rússia e British Blue. É uma raça robusta, de tamanho médio a grande.

A cabeça é grande, larga e redonda, tendo a forma de um trapézio invertido. O perfil, ligeiramente concavo, termina no nariz recto e largo. O focinho é estreito, em comparação com o tamanho da cabeça, mas sem ser pontiagudo. As bochechas, bastante descidas, sobressaem à vista sobretudo nos machos adultos.

As orelhas são de tamanho mediano. Os olhos, também grandes, são bem abertos e muito expressivos, de forma redonda e moderadamente separados entre si. A sua cor é alanranjada ou cobre vivo, sem dinais de verde nem tons pálidos - a cor deve ser ouro.

O corpo é sólido, firme, musculado e bem proporcionado. O peito bem desenvolvido contribui para a sua solidez. O Chartreux. especialmente os machos, devem aparentar ser sólidos em relação ao seu tamanho.

A cauda é de comprimento médio, afunilando ligeiramente na extremidade e apresenta-se da mesma cor que o corpo.

As patas médias, estão em proporção com o corpo: direitas, robustas e musculosas.

O pêlo é lustroso, denso e não acamado. Tem um sub-pêlo espesso, o que lhe confere uma textura ligeiramente lanosa, como a de uma lontra. São permitidas todas as cores: azul; mas a preferência vai para o azul cinza claro, preferível aos tons mais escuros. O tom do pêlo tem de ser uniforme e não deve haver nenhuma diferença de cor no sub-pêlo.

a editar: Aparência Geral [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.

Higiene [ editar ]

Regra geral, os exemplares desta raça são fáceis de criar e cuidar. Para conservar o aspecto lanoso da sua pelagem, deve ser escovado regularmente. Especialmente na época da muda, altura em que deve ser escovado mas vezes, pois estes gatos perdem muito pêlo.

Por curiosidade, a sua pelagem é tão fabulosa, que em épocas mais remotas foram muitos os peleiros que se interessam por este gato, devido ás características da sua cor e ao facto da pelagem ter uma textura semelhante à da lontra.

a editar: Higiene [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
Adicionar novo bloco [ adicionar ]
adding: [ fechar ]
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
[ É um perito nesta raça? Editar esta descrição(moderado) ]
Comentários (3)adicionar comentário
Esta funcionalidade exige que esteja registado no VIVAPETS

Pode fazer o login da sua conta ou criar uma nova conta.
03.11
meusimba disse:
fui eu que fiz a caracterização...apesar de não ter um passei pelas raças e reparei que esta estava muito incompleta, e como me interesso muito por animais e por isso vou tirar o curso de medicina veterinária, decidi acrescentar aqui umas coisinhas. =D
08.11
reikinho disse:
São exactamente assim:) é a descrição perfeita do Reiki! Tou rendida a esta raça...
20.09
amicogato disse:
É um gato maravilhoso esse Chartreux, sou apaixonada por eles. Aquí no Brasil não tem nenhum gatil que trabalhe com a raça o que é uma pena. Aqui a raça mais popular é a Persa.
rede vivapets:  Português Português English English Español Español Deutsch Deutsch